domingo, 28 de novembro de 2010


Eu sinto falta de alguém agora.
Eu amo dormir.
Eu acredito que a honestidade é a melhor política.
Eu mudei muito mentalmente ao longo do ano passado.
Estou muito, muito inteligente.
Eu nunca quebrei nenhum osso do corpo.
Eu amo a chuva.
Eu sou paranóica.
Eu preciso de dinheiro agora.

Eu queria ter um irmão.
Eu menti para um bom amigo nos últimos seis meses.
Normalmente sou pessimista.
Eu tenho oscilações de humor.

Eu acho que a prostituição deve ser legalizada.
Eu sou bipolar.
Eu tenho um talento escondido.
Gosto de falar ao telefone.
Eu praticamente vivo de camiseta e calça jeans.
Eu tenho um telefone celular.

Atualmente tenho uma queda por alguém.
Eu não tenho nenhuma idéia do que eu quero fazer para o resto da minha vida.
Eu não quero ter filhos no futuro.
Eu sou muito tímida em torno do sexo oposto.
Eu amo o meus melhores amigos.
Eu assisto Bob Esponja e eu gosto disso.

Eu tive uma queda por alguém que eu nunca conheci.
Eu não toco um instrumento musical.
Eu caio no “desejo” mais do que “amor”.
Eu sou uma pessoa totalmente diferente em torno de pessoas diferentes.
Não importa onde eu estou ou com quem eu estou, eu sempre pareço ser solitário.
Meu coração reside abaixo dos meus pés.
Uma vez eu roubei um chocolate do supermercado.
Eu não tenho a capacidade de tomar decisões sem mudar minha mente.
Eu sou mais analítico sobre a pessoa que eu conheço.
Eu acredito em perda de tempo.
Meu feriado favorito não é Natal.
Eu não sei o que eu faria sem meus amigos.
Eu estou com fome.
Eu menti sobre um dos itens dessa lista.
Eu tenho um problema para expressar as coisas.

Eu sou a pessoa mais necessitadas que eu sei sobre a face do planeta.
Eu assisto televisão só quando tem alguém no computador.
Eu sou um pouco louca.
Eu gosto do cheiro de Tic Tacs laranja.
Eu me apaixono muito fácil.

Eu adoro cheirar cola.
Eu sou egoísta.
Estou tão emo, às vezes.

Acho que a raça humana está mal e deve ser demolida.
Eu colei em um teste antes.
Estou farto de drama.
Eu preciso de um emprego digno.
Eu já fingi que estava estudando.
Não sou burra, sou um depósito de informações inúteis.
Já fui fazer prova sem estudar.

Já quis me matar
Já tive vontade de mandar todo mundo ir pra puta que pariu.

Eu amo ficar apaixonado, mesmo que eu não seja correspondido. É uma sensação tão boa.
Tenho nojo de baratas.
Já pensei em fugir de casa.

Meus conselhos são os piores possíveis.
Já fingi estar doente pra não ir a aula.
Tenho muito medo de ficar no escuro sozinha. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário